terça-feira, agosto 17, 2004

Noite de Agosto

A chuva cai lá fora,
violenta e sublime
como o sentimento
que nos arrebata.
Sim, a nós que tão bem
compreendemos o Verão e
sabemos que sem um toque de
Inverno não sobrevive feliz.
Nós, que tão bem o sentimos,
no prazer da pele,
no prazer do corpo,
no prazer da mente,
em nós...

Um comentário:

Diana disse...

Opas!... mt bem, n te conhecia assim... tud d bom pa ti =) **